Do Rio para o Mundo

Profissionais de Aquática do Rio de Janeiro estão entre as melhores do mundo

Duas profissionais de Educação Física do Rio de Janeiro estão entre as 10 melhores profissionais de Atividades Aquáticas do mundo, segundo ranking da Aquatic Exercise Association (AEA), divulgado durante o International Aquatic Fitness Conference, maior congresso da modalidade no mundo, que aconteceu na Flórida (USA), no último mês. Roxana Brasil e Renata Tarevnic ficaram, respectivamente, no sétimo e nono lugar.

Tarevnic, junto com a Cristina “Tinoca” Senra – profissional portuguesa que ficou em oitavo lugar no ranking -, apresentou uma palestra de 1h30min sobre Atividades Aquáticas na Gravidez, fruto de sua pesquisa como doutoranda da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ). “A minha ideia era mostrar como aplicar a ciência na prática, na piscina, no dia a dia”. Para Renata, que esteve pela primeira vez como palestrante do AEA, estar neste seleto grupo é um reconhecimento para os profissionais que trabalham com fitness. “Esse é o pico máximo da nossa carreira”. 

> Veja matéria produzida sobre a pesquisa

Roxana, por sua vez, já é figura conhecida na Aquatic Exercise Association, a qual já a congratulou como melhor do mundo em 2010. Este ano, a premiação teve um gosto especial, pois celebrou também as suas duas décadas de participação no congresso. Para a piscina, a profissional levou duas atividades relacionadas ao ciclismo aquático, que são atribuídos ao seu mestrado e doutorado.

Ao longo desses anos, principalmente nos 15 últimos, a profissional ininterruptamente esteve entre os 20 melhores, dos 90 possíveis, continuamente prezando por apresentar aulas que fossem possíveis de aplicar em curto prazo, as quais já são reconhecidas pelos profissionais que fazem os cursos de Roxana ao redor do mundo e no próprio CREF1, através das Jornadas de Atualização Profissional. “Nessa linha, eu formatei os meus cursos ao longo desse caminho que iniciei em 1997. Bastante tempo de experiência e percepção são bagagens que me respaldam para que continue seguindo nessa direção. Essa é a minha marca”.

A profissional conta que até chegar a este momento, várias etapas foram superadas, de backstage e de investimento. “Tudo para chegar lá fazendo a performance, lindo na língua, na prática e no atendimento, e eles avaliam isso com muita fidedignidade”. Roxana compartilha ainda um segredo. “Para cada profissional, é identificar o que te motiva, o que não é dinheiro, pois o sucesso não está atrelado ao quanto você tem, mas a paixão. Ela que faz com que a gente tenha o desejo de reconhecimento”.

Ranking final

O Congresso existe há 32 anos e, em 2019, reuniu cerca de 500 profissionais de vários cantos da Europa, Japão, Estados Unidos, Costa Rica, Argentina, Brasil e Austrália, entre outros.