Correr maratona reduz envelhecimento de artérias

Por Evelin Azevedo, do Extra
Um estudo publicado no jornal científico do Colégio Americano de Cardiologia sugere que correr uma maratona pela primeira vez pode trazer vários benefícios à saúde. O estudo constatou que, para os corredores iniciantes, o treinamento e a conclusão da prova estavam associados a reduções na pressão arterial e ao enrijecimento da aorta em participantes saudáveis, equivalentes a uma redução de quatro anos na idade vascular, com os maiores benefícios observados em idosos.

— A atividade física promove uma alteração na pressão arterial, que reduz logo após o exercício, se mantendo baixa por horas e até dias. As artérias se tornam mais elásticas, reduzindo seu enrijecimento, diminuindo a tensão de trabalho do coração e fazendo com que a pressão arterial persista em níveis menores caso o exercício físico seja feito de forma regular, além de promover o rejuvenescimento vascular como demonstrando no estudo em questão — explica Bruno Bandeira, coordenador do Departamento de Comunicação da Sociedade de Cardiologia do Estado do Rio de Janeiro e do setor de Cardiologia do hospital Caxias D’or.

> Leia a reportagem completa no Extra

> Saiba mais sobre a pesquisa no site da BBC

O estudo foi realizado com base em 138 corredores de maratona saudáveis e iniciantes da maratona de Londres de 2016 e 2017. Eles examinaram os participantes antes do treinamento e após a conclusão da maratona para determinar se o enrijecimento da aorta relacionado à idade seria reversível com o treinamento físico no mundo real.

— Nosso estudo mostra que é possível reverter as consequências do envelhecimento em vasos sanguíneos com exercícios em apenas seis meses — afirma Charlotte H. Manisty, do Instituto de Ciência Cardiovascular da Universidade de Londres.

De acordo com o profissional de educação física Rafael Reina, é preciso fazer exames prévios antes de começar os treinamentos para a corrida.

— Posteriormente, se inicia o plano de treinamento de acordo com a meta de cada um, com exercícios adaptativos e a intensidade é aumentada de acordo com o desenvolvimento do aluno.