Tribunal de Ética do CREF1 é instaurado no Espírito Santo

Os primeiros membros do Tribunal de Ética do CREF1 no Espírito Santo foram treinados pelo Prof. Guto Ferrari, nos dias 30 e 31 de janeiro, para a implantação e início dos trabalhos. Os profissionais voluntários Michelli Christian Gomes e Marcos Monteiro irão atuar exclusivamente no estado no julgamento de processos éticos disciplinares de denúncia de profissionais ou de Pessoa Jurídica que tenham ferido o Código de Ética Profissional, bem como examinar e apreciar, em Primeira e Segunda Instância. Além disso, o tribunal vai executar ações com caráter preventivo e educativo, com orientação e aconselhamento sobre ética profissional.

Para a Prof. Michelli, um dos maiores desafios da comissão será de zelar pelo cumprimento dos princípios do Código de Ética Profissional, visto que, é o instrumento regulador do exercício da profissão. “O tribunal atuará de forma imparcial e idônea, pautada na legislação. Buscaremos agir nos prazos estimados, para que haja resolutividade e confiabilidade nos pareceres a nós confiados”.

A voluntária afirma que a criação do Tribunal de Ética no estado é de suma importância para que os profissionais capixabas ganhem um espaço para a resolução e análise de conflitos, que envolvem a ética profissional. Desta forma, o Tribunal defenderá o Código de Ética que, se por algum motivo for contrariado, o profissional poderá recorrer em defesa dos preceitos legais da profissão. Lembrando que agir em defesa do cumprimento do código de ética é uma obrigação de cada profissional.

Da esq. para a dir.: prof. Marcos Monteiro, prof. Guto Ferrari e prof. Michelli Christian

>Conheça os demais membros do Tribunal de Ética do CREF1

“Vale ressaltar ainda, que o Tribunal de Ética do ES carrega uma grande responsabilidade, pois não são apenas os profissionais de Educação Física que esperam muito da nossa atuação, mas, também, toda a sociedade capixaba, tendo em vista, que a nossa função e atuação tem impacto direto na saúde e educação da população”, concluiu a profissional.