Profissional usa libras para promover acessibilidade

Uma profissional de Educação Física da Região dos Lagos está utilizando superação para compartilhar seu conhecimento com os professores da rede municipal de Arraial do Cabo. Surda desde o nascimento, Ana Beatriz Mesquita e a sua mãe, a pedagoga Sandra Mesquita, ministram o curso de Libras dividido nos módulos básico, intermediário e avançado. O objetivo é preparar os profissionais para receberem o aluno “surdo” visando proporcionar uma verdadeira inclusão.

Ana é profissional de Educação Física, surda e instrutora de Libras. Ela ministra uma capacitação que tem o objeto de preparar os profissionais da Rede Municipal de Arraial do Cabo a atuar com a acessibilidade

Para Ana, trabalhar o tema “acessibilidade” na graduação de Educação Física seria algo que enriqueceria e valorizaria a classe e daria excelência ao curso. A afirmativa da profissional está imersa em muito do que sentiu enquanto se formava. “A minha inclusão passou por muitas barreiras atitudinais. Tive pessoas, na Instituição em que me graduei que não mediram esforços para me ajudar, mas, mesmo assim, foi um pouco conturbado”.

Ela conta que a faculdade não possuía um intérprete de libras, então ela participou de algumas aulas sem ouvir absolutamente nada, somente fazendo a leitura labial. “Para amenizar tudo isto, nas aulas iniciais, minha adorável mãe, guerreira, me acompanhava fazendo a interpretação em Libras, até a chegada do intérprete à faculdade”.

A história de Ana com a Educação Física começou desde criança, com a admiração da profissional pelo movimento. “Pular, dançar, esticar e saltar era comigo mesmo. Meus pais falavam que eu era elétrica”. Junto a isso, Ana também tinha a vontade de fazer algo de valor para a comunidade surda e viu nessa formação uma oportunidade.

A surdez de Ana foi causada pela rubéola materna. “Grávida de 2 meses, minha mãe contraiu o vírus da rubéola. Desde pequena fui estimulada por fonoaudiólogo que me ‘oralizou’, ensinou a falar e a fazer leitura labial. Comecei usar a Libras somente aos 9 anos de idade”.

Além desse curso, a profissional atua como Instrutora de Libras para alunos Surdos na rede municipal de ensino em Arraial do Cabo, na sala de Recursos Multifuncional com o Atendimento Educacional Especializado e no CIEP municipalizado, em sala de aula, ministrando Libras para alunos ouvintes.

O Curso funciona através de uma parceria da Casa do Educador e Sala de Recursos Multifuncional, ambos setores da Prefeitura Municipal. Pela rede municipal é o primeiro ano, mas como curso livre para a comunidade, Ana já atua desde 2016.