Seis falsos profissionais são flagrados no estado do Rio

Durante fiscalizações realizadas pelo CREF1 no estado do Rio de Janeiro, seis pessoas foram flagradas atuando ilegalmente com Educação Física em seis cidades. Ao todo, 66 clientes eram orientados de forma clandestina, entre adultos e crianças. Além dessa irregularidade, os fiscais também encontraram profissionais sem a capacitação em Suporte Básico de Vida, em desrespeito à lei estadual 7696/2017.

Os flagrantes de exercício ilegal ocorreram na Baixada Fluminense e regiões Metropolitana, Serrana e Noroeste do estado do Rio. Em São Gonçalo, os fiscais flagraram a ilegalidade na atividade de Treinamento Funcional para 16 clientes; na Baixada, em São João de Meriti, o caso durante uma aula de Futebol para 11 clientes; e em Santo Antônio de Pádua, divisa com o estado de Minas, o falso profissional ministrava atividade de Alongamento para 11 clientes.

 Na Zona Oeste do Rio, foram encontrados dois exercícios ilegais, um em Santíssimo e outro em Paciência, nas atividades de Ginástica Localizada (13 clientes) e Musculação (quatro clientes), respectivamente. Na ocasião da fiscalização, também foi encontrada uma pessoa ministrando, ilegalmente, a atividade de Futsal para 11 crianças.

Das demais irregularidades encontradas pelos fiscais, destacam-se: oito profissionais atuavam sem possuir o curso de SBV, sete locais não possuíam registro de Pessoa Jurídica e nem a nomeação do Responsável Técnico junto ao CREF1, além de dois estabelecimentos estavam em funcionamento sem a supervisão de um profissional.

>Quer fazer a sua inscrição no Suporte de Vida
>Saiba mais sobre as ações da Fiscalização no Rio e Espírito Santo

Os casos de exercício ilegal serão encaminhados ao Ministério Público, que dará prosseguimento aos processos. As demais irregularidades serão tratadas diretamente com o Departamento Jurídico do CREF1.