Nota de Protesto CREF1 – Reabertura de academias no Rio

O CONSELHO REGIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA DA 1ª REGIÃO – RIO DE JANEIRO vem a público, como órgão regulamentador da Profissão manifestar sua posição diante da postura do GOVERNO DO ESTADO de manter os estabelecimentos fechados mesmo após a entrega de uma Nota Técnica contendo medidas para higienização e contenção da disseminação do vírus nestes ambientes. Reiteramos que com os procedimentos destacados na Nota Técnica, nenhum outro estabelecimento do Rio será mais seguro do que as academias.

Vale ressaltar que os Profissionais de Educação Física são classificados como da área da saúde através da Resolução CNS 287/1998 e recentemente pelo CBO 2441-40, sendo assim, essenciais para a prevenção de inúmeras doenças e melhora da imunidade.

Importante enfatizar que respeitamos na íntegra o Decreto Estadual e o Municipal, bem como solicitamos e orientamos que os Profissionais de Educação Física ficassem em casa como forma de contribuir com os governantes no combate ao COVID-19, uma vez que entendemos a situação de crise que assola o mundo.

Ressaltamos que antes de ser publicado o fechamento das academias pelo Decreto Estadual 46.980, de 19 de março, o CREF1 elaborou e divulgou NOTA TÉCNICA orientando as empresas e os Profissionais de Educação Física sobre os procedimentos de sanitização e proteção tanto para categoria, quanto para a sociedade, atuando de forma preventiva.

No programa do Ministério da Saúde, Brasil Conta Comigo, os Profissionais de Educação Física foram convocados a participarem da capacitação para atuar no combate ao COVID-19, sendo a categoria reconhecida e capacitada para atender com todos os critérios de segurança.

Ocorre, porém, que a postura que o Governo do Estado vem adotando em relação às academias não atende as necessidades da categoria, nem segue a classificação da mesma como área da saúde. O segmento está apresentando propostas muito mais rígidas de sanitização e controle de frequência como forma de proteção à sociedade e a seus colaboradores que qualquer outro tipo de segmento.

Diante de todo exposto, reafirmamos a Nota Técnica do CREF1 que já foi protocolada junto ao Governo do Estado para que as atividades do setor possam ser retomadas, sendo a Educação Física atividade indispensável para a saúde pública.