Coronavírus: Medidas para permitir reabertura gradativa de estabelecimentos após pico de contágio

O documento começou a ser entregue hoje às autoridades municipais do Rio através das Comissões Regionais de Educação Física e às autoridades estaduais.

Rio de Janeiro, 20 de abril de 2020

Preocupados com a possível flexibilização das medidas de isolamento por parte dos órgãos público do estado do Rio de Janeiro, o  Conselho Regional de Educação Física do Rio de Janeiro (CREF1), seguindo as orientações do Ministério da Saúde, elaborou um documento com as Normas e Condutas para nortear os gestores de academias e similares profissionais liberais em uma possível flexibilização do funcionamento dos espaços após o pico do contágio pelo novo Coronavírus (Covid-19).

Através das Comissões Regionais de Educação Física do CREF1, o ofício começou a ser encaminhado hoje (20) às autoridades públicas  estaduais e municipais para que um possível decreto de liberação cite as normas apresentadas pelo Conselho. O documento traz medidas de segurança para a população quando houver a flexibilização das atividades, mas não encerra os decretos previamente publicados pelo governo do estado e prefeituras.

O CREF1 se coloca à disposição como órgão consultivo  do estado e qualquer município dentro de sua jurisdição para atuar e aconselhar os gestores e as autoridades públicas  nesse processo.